Notícias do Fé e Luz - Província Campo Belo


Informativo 008 parte 3/3 - 15 de julho de 2010

Logotipo para as celebrações do 40º aniversário de Fé e Luz

 

 

Foi criado, gratuitamente, por Sophie de Boissieu, uma renomada designer gráfica francesa.  Poderá ser usado  nas correspondências, cartazes, folhetos, camisetas... Muito obrigado, Sophie!

Uma pequena explicação do logotipo

Fé e Luz sopra as velas de seus 40 anos! No bolo, dois barcos de Fé e Luz se unem, simbolizando as peregrinações organizadas entre as províncias.  As três cabeças lembram nossas comunidades: uma pessoa com deficiência intelectual, um parente e um amigo.

(Publicado no Içar as Velas Junho 2010)

 

 

Peregrinações Interprovinciais 2011


As peregrinações interprovinciais estão sendo  progressivamente organizadas:

 

          Egito Norte-Sudão e Egito Sul-Kuwait vão para o Mosteiro Der Dronka (Egito) em fevereiro e estão convidando a uma delegação de 100 pessoas de outra província.

         Cores da Ásia vai para Plentong Joho Bahru (Malásia) em novembro e convida a uma delegação de 50 pessoas de outra província.

         Renascer, Campo Belo e Ponte de Amizade (Brasil) vão para Aparecida na Páscoa e estão convidando as províncias Corações Abertos e Jesus Luz dos Andes (América Central e América do Sul).

         Canadá Leste e Paris et Le Levant irão a Lourdes de 15 a 25 de  abril.

         Mar e Vulcões e Eslovenia vão para Paula (Itália), de 2 a 5 de junho.

         França Rhône Azur vai para Paray-le-Monial, em junho e convida uma delegação de 100 pessoas de outra província.

         Reino Unido Norte e Irlanda vão a Lourdes de 20 a 25 de julho.

         Sul do Líbano-Jordânia e Ilha Trindade (Norte do Líbano, Irã e Armênia) vão para Wadi Kharrar na Jordânia, em agosto.

 

 

É em Paray-le-Monial (centro da França), no século XVII, que Cristo apareceu três vezes a Santa Margarida Maria (1647-1690). Ele apresentou a ela o seu coração: "Tome este coração que tanto amou os homens...“  Assim nasceu a devoção ao Sagrado Coração de Jesus. Atualmente, o número de peregrinos continua a crescer.

Paula (sul da Itália) foi  onde nasceu Francisco d'Alessio, São Francisco de Paula  (1416-1507). Ele foi o fundador da Ordem dos Mínimos, patrono da Calábria. Após passar sua vida como um eremita, sempre do lado dos mais fracos, Francisco foi canonizado em 1519. Paula se tornou um dos maiores centros religiosos da região.

 Mosteiro Der Dronka ao longo do Rio Nilo (norte do Egito), é palco de uma peregrinação anual em 15 de agosto para celebrar a Sagrada Família, que ali encontrou abrigo durante a sua fuga para o Egito.

 Wadi Kharrar é localizado à margem leste do rio Jordão (Jordânia). Também chamada Betânia, é o lugar do batismo de Cristo. Os arqueólogos desenterraram recentemente uma dúzia de igrejas, incluindo uma que data do século V, identificada como a igreja de São João Batista, descrita de acordo com os primeiros cristãos. Este  é um dos mais antigos lugares de culto cristão.

Nossa Senhora de Aparecida, padroeira do Brasil, perto de São Paulo, é o principal santuário mariano do país e o segundo mais popular do mundo. A Virgem Negra foi descoberta em 1717 por pescadores no rio Paraíba. Ao longo dos anos, a devoção à Virgem Imaculada espalhou-se.  

Plentong é um lugar de retiro espiritual no sul da Malásia. O santuário tem uma reconstrução da Gruta de Lourdes.

(Publicado no Içar as Velas Junho 2010)

 

 

Projeto Aparecida 2011 - 40 anos de Fé e Luz

     Mensageiros da Alegria

 

Em comemoração pelos 40 anos de Fé e Luz, as províncias Renascer, Campo Belo e Ponte da Amizade (Brasil, Argentina e Paraguai) estão organizando uma peregrinação ao Santuário Nacional de Aparecida, na Semana Santa de 2011, de 21 a 24 de abril.

    Dentro da programação internacional das peregrinações e celebrações  2011~2012, fomos consultados se poderíamos receber as províncias Jesus Luz dos Andes (Peru, Equador, Colômbia, Chile e Guiana Francesa) e Corações Abertos (México, Honduras e República Dominicana). Agora somos uma boa parcela da grande família Fé e Luz: reuniremos a América do Sul e América Central.

  A primeira reunião da Equipe de Projeto para Peregrinação 2011 ocorreu em 30 de janeiro em Aparecida, conforme carta enviada em meados de fevereiro a todas comunidades. A Equipe de Projeto, ainda muito pequena, tem trabalhado bastante. Reuniu-se com representantes da Secretaria Municipal de Turismo de Aparecida e com os responsáveis pela Basílica, que estão bastantes empenhados de apoiar esta caminhada dos “Mensageiros da Alegria”.  No momento, estamos esperando a confirmação das reservas de hospedagem em hotéis e colégios, e principalmente os orçamentos, para que possamos iniciar as inscrições.

     Para um evento de tal magnitude, precisamos de muitos voluntários para trabalhar na organização da peregrinação. Há várias equipes de trabalho: finanças, logística, programa e celebrações, comunicação, decoração e música. Para nos ajudar, envie e-mail  para  feeluz_aparecida2011-subscribe@yahoogrupos.com.br

   Também foi criado um grupo de oração e interseção pelo evento e por toda a equipe de trabalho. Para entrar neste grupo é só dispor de meia hora por dia para orar pelo Fé e Luz e entre em contacto com: feeluzcampobelo@bol.com.br)



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 19h24
[   ] [ ]




Informativo 008 parte 2 - 15 de julho de 2010

 

Sessão de Formação Internacional

 

De 1 a 6 de junho de 2010, no Centro de Alabramo,  em São Paulo, aconteceu a  Sessão de Formação Internacional de Fé e Luz em língua portuguesa, com a participação de 28 membros das províncias Renascer (8), Campo Belo (6)  e Ponte de Amizade (13) e Jesus, Luz dos Andes(1). O tema da sessão foi “Iluminem o mundo como estrelas do universo”

O objetivo da sessão foi fornecer conhecimento e competência prática para auxiliar a organização e realização das atividades de responsabilidades, e  alimentar a vida interior à luz do evangelho e da espiritualidade do Movimento Fé e Luz. O curso foi direcionado  para os que exercem uma responsabilidade como membros das equipes provinciais (coordenadores, vice-coordenadores, assessores espirituais), das equipes de nomeação, das equipes de formação, e futuros líderes, especialmente jovens, e preparado pela equipe de projeto de formação internacional. 

 

Por ser em português, Tim e Maria Cecília, membros desta equipe de projeto, foram os responsáveis pela direção e realização desta formação. Agradecemos a eles pela dedicação e competência.

Para este ano, foram programados sete sessões de formação como esta em todo o mundo. Agradecemos ao Internacional por nos incluir neste seleto grupo e também  pelos recursos financeiros da Solidariedade Internacional, sem os quais não teria sido possível esta sessão.  Todos os participantes receberam, além do material utilizado durante o evento, um CD, que será disponibilizado para cada comunidade.

Da Província Campo Belo, participaram Márcia (coordenadora), Doralice e Lourisa (vice-coordenadoras), Marcela (equipe de nomeação) e Vitinha.  Márcia, Marcela e Maria Cecília fizeram as traduções de todo o material para o português.

 

 

NOTÍCIAS DA PROVÍCIA

 

Festa de Páscoa em Gov. Valadares

 

 

 

 

 

No dia 11 de abril, comemoramos em GV a nossa tradicional festa da Páscoa, com todas as comunidades. A festa foi linda; tivemos pela 1ª vez a participação da comunidade da Paca. A festa aconteceu na Comunidade Santa Luzia; tivemos o apoio de muitas pessoas, religiosos, políticos, comerciantes, familiares. Tínhamos carrinho de pipoca e de algodão doce, cama elástica, cachorro-quente, sorvete, sacolinha surpresa e aquela alegria gostosa que no Fé e luz podemos encontrar. Terminamos com uma linda missa e, na ação de graças, a equipe de música da igreja tocou e cantou conosco o hino do Fé e Luz. É sempre muito emocionante. 

                   Sabrina

 

 

NA CASA DO PAI

 

No dia 3 de abril, Sábado de Aleluia, faleceu Michel Cristian da Costa, nosso amigo com deficiência que pertencia a Comunidade Santa Rita de GoVal. Ele foi velado em sua casa e sepultado no cemitério Santa Rita. Sabrina nos conta, com emoção, um pouco sobre ele: “Bom, falar do Michel é fácil. Ele já estava na adolescência, era muito meigo, e daquelas pessoas que não gostava de incomodar ninguém. Era muitíssimo inteligente, ficava praticamente o dia todo na internet, seu passatempo. Fazia amizade facilmente, era rodeado de colegas. Seus familiares disseram que sentirão muita falta da casa cheia de pessoas, que entravam e saiam o dia todo por conta dele.” Estamos unidos em oração com a família e a comunidade de Michel. Com certeza, ele do Céu velará por todos nós de Fé e Luz.

                   Sabrina

 

*   *   *   *

Com tristeza no coração, comunicamos que no último 13 de maio, em São José do Campos, SP, faleceu nosso amigo Felipe Afonso de Almeida. Felipe, junto com outros jovens, deu início a Comunidade da Divina Providência, RJ, em 1978. Maria Cecília nos lembra que “Felipe, junto com D. Tereza (sua mãe), Beatriz (irmã), Giampaolo (cunhado) e outros foram pedra fundamental para o estabelecimento e a expansão de Fé e Luz naqueles primeiros anos. O primeiro "encontro nacional - de três comunidades - verdadeiro tempo de formação para todos nós, e que nos sustentou bastante, foi no sítio do Giam.” Nós todos devemos muito a eles. Demos graças a Deus pelo dom do Felipe e por tudo o que ele nos trouxe. Nosso abraço carinhoso à família e amigos, muito unidos em oração.

                   Márcia

*   *   *   *

 

Durante o encontro do dia 15 de maio, que foi uma tarde de formação, a Comunidade da Divina Providência se reuniu no playground do prédio da Maria Paula. Após a oração final, passou-se a partilha do lanche quando nosso amigo Alexandre passou mal e faleceu. Alexandre estava no Fé e Luz há um pouco mais de um ano. Com muita dificuldade de comunicação, gostava de, batendo palmas, cantar a música: “Cristo ressuscitou, Cristo ressuscitou, vive no nosso meio, Aleluia!”

Frei Éderson, ao saber do ocorrido, escreveu para a comunidade: “Nossa vida é muito frágil, e vocês puderam contemplar esta fragilidade, numa profunda experiência de fé e de humanidade. O Alexandre precisou da Comunidade Fé e Luz para nela fazer sua páscoa definitiva. Ele não quis morrer sozinho! Deus o privilegiou!”

Que Nossa Senhora abra seu manto protetor sobre a família e amigos de Alexandre. A Comunidade da Divina Providência agradece a todos que enviaram mensagens de solidariedade.

                   Márcia

 

 

VOCÊ SABIA QUE...

 

A vida do Fé e Luz é vivida principalmente no seio da comunidade local. Toda a estrutura e os outros círculos de responsabilidade no Fé e Luz foram concebidos para alimentar e sustentar esta vida da comunidade e para unir nossas comunidades localmente e através do mundo. Nossa comunidade não está sozinha. Nós somos uma comunidade de comunidades.



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 18h50
[   ] [ ]




Informativo 008 parte 1 - 15 de julho de 2010

No último 27 de maio, aconteceu em Paris, na França, uma grande Vigília de Oração Pela Vida, organizada pelos bispos da região e presidida pelo cardeal André XXIII. Em uma vigília pela vida, logicamente, se pede em oração a graça de um respeito verdadeiro pela vida. Também implica em encorajar uns aos outros a acolher, proteger e se colocar a serviço da vida humana, nas suas diferentes maneiras e etapas. Neste contexto, Ghislain, como pai de Julie e coordenador internacional de Fé e Luz, foi convidado a dar seu testemunho.

 

Vigília pela vida

 

 

         Fui convidado a dar meu testemunho na II Vigília pela Vida, organizada pelos bispos das oito dioceses da região L’Ile de France (1). No dia 27 de maio, às 20 horas, estava eu no meio da Catedral Notre Dame de Paris, muito impressionado de falar para uma catedral cheia e uma dezena de bispos! Eis abaixo o teor do meu testemunho:

 

         “Boa noite a todos, eu sou Ghislain du Chéné. Vim esta noite acompanhado de Marie-Christine, de quem sou amigo há 12 anos e também com minha filha Julie. Julie tem 22 anos e foi ela que me trouxe para este mundo doloroso, mas às vezes maravilhosamente bonito das pessoas que tem uma deficiência intelectual. Eu tinha medo e angústia no coração. Mas quando vemos Julie... ela é capaz de nos libertar de muitos destes medos e angústias. Foi Julie que me trouxe para Fé e Luz, e eu gostei... a tal ponto que hoje sou o coordenador internacional!

Mas o que é Fé e Luz? Este movimento nasceu de uma peregrinação a Lourdes, organizada  na Páscoa de 1971, por Jean Vanier e Marie-Hélène Mathieu, para pessoas com uma deficiência intelectual, suas famílias e amigos, porque na época as pessoas com deficiência eram excluídas das peregrinações diocesanas. Felizmente, hoje não é mais assim! E Fé e Luz cresceu e se espalhou pelo mundo: há atualmente mais de 1600 comunidades em cerca de 80 países. Em Fé e Luz, nós vivemos simplesmente a amizade e a comunhão com as pessoas com deficiência intelectual em pequenas comunidades de encontro, com um assistente espiritual. E nos encontramos uma vez por mês para viver esta amizade, através da partilha, da festa, da celebração e da oração. Não se trata de grandes feitos, mas é essencial viver assim as relações de amizade. Nós queremos que estas comunidades se pareçam com o que o próprio Jesus descreveu quando ele disse “venham a mim vós todos que sofreis e estais oprimidos de trabalhos e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.”(Mt 11,28)

         Hoje, o homem moderno crê que Deus e a natureza fizeram as coisas mal feitas; que a vida com uma deficiência, intelectual ou outra, não vale a pena ser vivida, e a solução que é proposta é a de erradicar a deficiência pela raiz. Mas isto é fazer pouco caso da Palavra de Deus. Em Fé e Luz, nós falamos sempre as palavras que Jesus exclamou sob a ação do Espírito Santo: “Eu te bendigo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e eruditos e as revelaste aos pequeninos! Sim, Pai, porque isto foi do seu agrado.”(Lc 10,21). Também relembramos sempre as palavras de São Paulo, que disse: “mas Deus escolheu o que é fraco diante do mundo para confundir os fortes, e Deus escolheu o que é louco aos olhos do mundo, para confundir os sábios. Deus também escolheu o que é baixo e desprezível, conforme o mundo, e escolheu o que não vale nada para destruir aquilo que é” (1Co 1, 27). Nós somos orgulhosos de poder assim contribuir para revelar o valor de nossos amigos com deficiência. Esta amizade que vivemos com eles nas nossas comunidades é uma coisa muito séria e muito exigente. Quando nos tornamos amigos de uma pessoa com deficiência intelectual, não é só para uma vez ao mês, mas amigo todo o tempo! Pensamos em lhes levar apoio, ajuda e amizade, e nada receber em troca. Mas depois de um tempo, nos apercebemos que é o inverso, pois são elas que nos dão bem mais do que nós podemos lhes dar.

         Alguns exemplos, alguns fioretti (2) vão lhes mostrar, bem mais que um grande discurso, tudo o que vivemos em Fé e Luz:

·         Na espiritualidade da pequenez, eu penso naquela mamãe que estava em Lourdes, numa peregrinação de Fé e Luz e me dizia: “há 10 anos, eu vim para pedir a Maria que minha filha sorrisse”. E sua filha, que estava numa cadeira de rodas, tinha mesmo um lindo sorriso. E a mãe acrescentou: “agora, ela sorri, e eu vim para pedir a mesma coisa para as outras mães”

·         Numa comunidade Fé e Luz, para a Páscoa, nós tínhamos pedido que cada um levasse um caixinha com coisas dentro que manifestassem a vida. Quando abrimos as caixas, alguém tinha levado uma flor, outro um inseto... E então um rapazinho com Síndrome de Down abre sua caixa... e não havia nada dentro. Nós lhe dissemos: “você não entendeu bem o que havíamos pedido; era necessário trazer alguma coisa que manifestasse a vida”. Ele respondeu: “Bem, minha caixa... ela é como o túmulo de Jesus: está vazia porque Jesus está vivo, Ele ressuscitou!” Nós temos grandes teólogos em nossas comunidades!

·         Na África, onde já fui muitas vezes por Fé e Luz, constatei que os pais podem agora sair de casa com seu filho com deficiência sem ter medo de que lhe apontem o dedo. Porque na África, ter uma criança com deficiência é muitas vezes, para eles, uma manifestação de uma maldição.

·         Eu poderia lhes falar de Pacifique, que é uma criança com deficiência, agora no céu, que salvou a vida de seu pai em Ruanda, em 1994. Seu pai era hutu (3) e um dia, a milícia foi até a casa deles à procura de sua mamãe tutsi, que estava escondida no teto da cozinha. E misteriosamente, a milícia foi embora sem fazer mal a ninguém.

Bem, eu os convido a vir ver o que se passa em nossas comunidades Fé e Luz. Há cerca de sessenta em toda Ile de France. Poderíamos até crer que é muito, mas eu acho que não é o bastante, pois ainda há muitas famílias isoladas que esperam por um gesto de amizade para encontrar apoio, um lugar de repouso, onde não se tenha medo dos olhares alheios, onde as relações fazem nascer a paz e a alegria para poder brincar, cantar e fazer a festa todos juntos. Ano que vem, festejaremos os 40 anos de Fé e Luz, e seremos os “Mensageiros da alegria”. Nós queremos mostrar ao mundo a alegria que, paradoxalmente, se vive nas comunidades com pessoas com deficiência! Poderíamos crer que o sofrimento é a principal coisa que se vive nas comunidades. Mas não é não. Nós encontramos ali muita alegria e queremos testemunhar isto. É sob estas circunstâncias, com peregrinos em todo o mundo, que queremos mostrar nossa alegria. Através destes eventos, podemos convidar outras pessoas para virem ver o que acontece em nossas comunidades. Este convite tem pressa, pois já será no ano que vem. Posso lhes garantir que será muito bom e vocês não ficarão desapontados!

Enquanto tantas crianças com deficiência intelectual são mortas antes ou até mesmo depois de nascerem, e outras tantas abandonadas, Fé e Luz crê que a vida de toda pessoa é única e sagrada. Mesmo o mais frágil é chamado a ser fonte de alegria e de paz, na Igreja e no mundo. As comunidades Fé e Luz querem testemunhar a ternura de Deus para com elas e suas famílias. E para terminar, eu posso lhes dizer que nós não esperamos muitas recompensas vindo a Fé e Luz. Mas para mim, a mais bela recompensa é ver o sorriso e a alegria das pessoas com deficiência quando elas fazem coisas legais e quando estão integradas numa comunidade. Minha mais bela recompensa é ver pais e mães cheios de emoção quando vêem seus filhos tão bem integrados na comunidade.

__  __  __  __

 

(1) Que engloba Paris e seus arredores.

(2) Pequenas histórias

(3) Ruanda, pais do Planalto Central Africano, viu o agravamento dos conflitos entre as etnias hutus (90% da população) e tutsi (9%) no ano de 1994, quando um genocídio perpetrado por facções de hutus, que atacaram tutsis e hutus moderados, causou a morte de mais de um milhão de pessoas, deixando mais de 2 milhões de refugiados.

 

(Publicado no Blog do Coordenador Internacional Ghislain, http://fli-afoi.blogspot.com/, e no Içar as Velas Junho 2010, tradução da Marcela)

 

 

 

 

 

Pentecostes em Hong-Kong   ou o dom das línguas!

 

Depois da Sessão de Formação Internacional em Hong-Kong, a província Luz do Oriente continuou reunida para sua assembleia provincial. Elaine acompanhou este tempo de discernimento e de eleição. Os países da província (Coréia, Japão, Taiwan, Hong-Kong) sempre tiveram muitas dificuldades para se comunicar e isto foi percebido durante a formação... Mas em Pentecostes, podem acontecer pequenos milagres, sobretudo quando se trata de se entender, apesar da diversidade de idiomas! O relato de Elaine lhes confirmará que o Espírito Santo estava bem presente em Hong-Kong no dia de Pentecostes!

“As boas notícias começaram durante o tempo de eleição, quando pedi aos delegados para narrarem o que vinha acontecendo em sua província, desde a Assembleia Geral de Lourdes e quais prioridades eles viam para o futuro. Enquanto eu escrevia no quadro, algumas pessoas vieram e escreveram também, cada uma em sua língua. Foi surpreendente ver o quadro se encher de escritas de diversas línguas da província! Eles então descobriram que havia pontos em comum entre elas, sobretudo entre o chinês e o japonês! Descobriram então como as traduções do Roteiro de Encontros seriam feitas em Hong-Kong e, em seguida, partilhadas com Taiwan e Japão, que poderiam, então, mais facilmente traduzi-lo para sua própria língua.

A alegria desta descoberta se espalhou para o resto da assembleia e levou o Japão a convidar os outros países da província para sua peregrinação em 2011. Convidarão provavelmente a província Cores da Ásia para se juntar a eles, pois as dificuldades de tradução e compreensão que eles tinham tido com os delegados de Singapura e da Malásia, durante a formação, de repente, lhes pareceram mais simples e fáceis de contornar.”

 

(Publicado no Blog do Coordenador Internacional Ghislain, http://fli-afoi.blogspot.com/, tradução da Marcela)



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 18h29
[   ] [ ]




Informativo 007 parte 2/2 - 26 de março de 2010

 

Solidariedade Internacional

As jornadas Anúncio e Partilha, sua contribuição à Solidariedade

 

Atualmente, 2/3 dos países onde há Fé e Luz têm dificuldades financeiras. Foi assim que Jesus e a Providência guiaram o crescimento de Fé e Luz!

Contribuir para a Solidariedade é responder a um chamado missionário. É também querer partilhar nossos bens, nossos dons, e se isto for necessário, a trabalhar para isto.

Não se trata de exigir dinheiro dos membros das comunidades mas, antes de tudo, de sensibilizá-los para a vida e as necessidades das comunidades em dificuldade financeira.  Neste sentido, o intercâmbio de notícias, fotos e outros sinais de amizade entre as províncias são essenciais. Os participantes de um encontro internacional ou de formação interprovincial têm a responsabilidade de levar as notícias da família internacional.

Devemos sempre procurar o crescimento da vida comunitária nas atividades para obtenção de fundos: aquelas que incentivam a participação de todos (brechós, confecção de objetos) e a apresentação verdadeira e entusiasta da mensagem de Fé e Luz a todos os que não o conhecem.

A preparação desta Jornada, que mobiliza toda a comunidade, cria um renovado e forte elo entre todos!

Eis aqui algumas idéias:

·         Preparar todos juntos o que será necessário para este dia, seja um espetáculo (mímica, concerto...), seja uma venda (bolo, flores, antiguidades, calendários, quermesse...), um almoço, ou jantar dançante... Convidar todos os amigos, parentes, vizinhos, conhecidos...

·         Anunciar Fé e Luz na paróquia, nas rádios cristãs ou locais, nos jornais locais... distribuir folders...

·         Estar todo mundo lá, no dia da Jornada, com seu mais belo sorriso nos lábios...

·         Quando tudo tiver terminado, fazer uma avaliação em equipe de coordenação, para ver o que foi bom, e o que precisa ser melhorado no ano seguinte, e anotar, pois a gente se esquece muito rápido. E enfim, não esquecer de enviar o dinheiro obtido ao coordenador provincial.

Henri Major

Presidente

 

 

Na Noruega, 

 

Fé e Luz recebe um prêmio

 

 

As Academias Eclesiais norueguesas concederam seu prêmio anual “Construtores de ponte” a Fé e Luz! É uma grande honra para toda a Província “Auroras Boreais”, mas também para todo o movimento Fé e Luz! É verdade que, como desejava João Paulo II, nós preferimos construir pontes ao invés de muros.

Ghislain Du Chéné

Coordenador internacional

*   *   *   *  *

Cuidemos dos coordenadores de província

 

Há um ano e meio, Fé e Luz é guiado pelo sopro do Espírito Santo em direção a alto-mar e terras desconhecidas!

Brotos germinam por todo lado! No Togo, no Marrocos, na Guiné.

Nos países onde Fé e Luz já está presente, a preparação das peregrinações responderá certamente aos desejos expressos por Marie-Hélène em carta recentemente enviada: fundação  de 3 a 4 comunidades por província. Façam as contas comigo. Isto significa de 150 a 200 novas!

Várias assembléias provinciais aconteceram: 35 até o final de março. Muitos aceitaram ao chamado de assumir uma responsabilidade, com generosidade e entusiasmo! Que todos, coordenadores, vice-coordenadores, membros das equipes-projeto, equipes de nomeação, tesoureiros e assistentes espirituais recebam o agradecimento pelo SIM que eles deram. Sempre disse, durante as assembléias provinciais de que tive a alegria de participar, que nós devíamos “cuidar” de todos aqueles que aceitaram assumir a responsabilidade que lhes era confiada, de não os abandonar à própria sorte, sem acompanhamento. Não podemos dizer: “Está bem, você foi eleito. Aleluia! Agora, trabalhe!”

Há os vice-coordenadores internacionais que estão aí, para acompanhar, aconselhar, confirmar e encorajar. Eles fazem um excelente trabalho mas, junto com o Conselho de Administração, pensamos que seria importante lançar um programa de formação, para que todos pudessem ter o que fosse necessário para bem cumprir sua missão no seio da equipe provincial e a de acompanhar as comunidades. Este último ponto é importante, porque foi lembrado bastante, na nossa assembléia de Lourdes, que a vida das comunidades, o crescimento de cada um e o reforço dos laços de comunhão e de amizade entre as pessoas nas comunidades deveria ser a primeira preocupação de todos no Fé e Luz.

 

Assim, um comitê foi criado e, tendo Claude Gravel como seu principal mentor, as sessões de formação estão sendo preparadas. O Conselho de Administração e a equipe de coordenação internacional serão os primeiros que testarão e validarão o conteúdo das sessões que irão acontecer a partir do mês de maio em Hong-Kong, depois em junho em São Paulo, em julho na Cracóvia, em agosto em Lima, em outubro em Ciney, e no Cairo em novembro. Veremos, em seguida, se haverá ainda necessidade de outras sessões, as quais poderiam acontecer em 2011.

Enfim, vou começar a preparar o conselho de coordenadores, órgão que reúne todos os coordenadores de província em torno da equipe de coordenação internacional e do assistente espiritual internacional. Isto acontecerá, sem dúvida, no começo de 2011, mas não sei ainda precisamente onde. Eu trabalharei para que este evento seja o melhor possível. Será uma ocasião para se ouvir o que se está vivendo nas províncias, e para criar um espírito de comunidade entre todos nós.

A referência que tenho em mente para este conselho é o que disse São Marcos: “Depois de sua primeira missão, os apóstolos se reuniram com Jesus, e lhe contaram tudo que tinham feito e ensinado. Ele lhes disse: ide agora a sós a um lugar isolado, e descansai um pouco” (MC 6, 30-31). Nós iremos ficar a sós, sob o olhar de Jesus, e lhe dizer tudo que o teremos feito e Ele nos ensinará longamente.

Ghislain du Chéné

Coordenador internacional



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 17h26
[   ] [ ]




Informativo 007 - 26 de março de 2009

Este Boletim é especial, pois trata-se de apenas quatro artigos publicados no Boletim no. 5 do Fé e Luz Internacional denominado de « Içar as Velas », que Marcela, gentilmente, traduziu para nós. « Içar as Velas » sai bimestralmente, tem 16 páginas e é publicado em francês, inglês e espanhol. Ele traz notícias, reportagens, testemunhos, fotos do Fé e Luz Internacional e das províncias e comunidades espalhadas pelo mundo. Se você deseja receber esta publicação do Internacional por e-mail, por favor, nos informe indicando o seu endereço eletrônico e o idioma de seu interesse.

 

O que acontece no 3º andar

da Rua du Laos?

 

Quem está por trás das correspondências que você recebe? Quem atende as suas ligações telefônicas? Quem gerencia toda a parte administrativa? Quem coloca em dia o anuário das 1612 comunidades nos 81 países espalhados pelo mundo? Quem administra o site da internet? Quem organiza as reuniões do Conselho de Administração e da equipe de coordenação internacional? Quem providencia as traduções simultâneas? Quem faz as atas? Quem gerencia as equipes que preparam o roteiro de encontros, faz sua redação final e acompanha a impressão? Quem redige e faz a edição do Boletim? Quem faz as traduções? Quem prepara a contabilidade da associação internacional?  Uma pequena equipe.

 

Céline e Guénaël

Vocês conhecem Céline Doudelle, pelo menos de nome. Céline é casada com Kazu, que é japonês. Eles são membros da comunidade N. Sra do Magnificat, e Céline faz parte da equipe de coordenação. Aqueles que estiveram presentes na assembléia geral de Lourdes puderam vê-la sempre sorridente, de uma gentileza extrema, entusiasta e incansável. E sem falar de sua competência! Ela não era assim somente em Lourdes. Ela é assim todos os dias, e todos os dias eu dou graças pela sua presença, por tudo que ela faz por Fé e Luz.

 

Hoje, atolado de serviço, o Secretariado Internacional contratou uma terceira pessoa: no dia 12/01/2010, Guénaël Reynaud juntou-se a esta pequena equipe. Guénaël tem três filhos de 23, 21 e 16 anos. Passo a palavra a ela: “Meu marido morreu há pouco mais de três anos, e nos deixou muito amor. Durante 10 anos, fui voluntária na associação “Valentina”, que trabalha na Romênia junto às crianças abandonadas. Eu também fiz a acolhida no “Restaurante do Coração”(1) em 2010. Em outubro passado, fui voluntária durante alguns dias num colóquio da OCH (2). Fui muito tocada pela atmosfera tão acolhedora e profissional que existia lá. Foi para mim a ocasião de retomar os laços com Fé e Luz, visto que eu tinha participado da peregrinação de 1971! Ghislain e Corinne me convidaram para vir trabalhar com eles, para ajudar Céline. Obrigada por me acolherem nesta grande família”.

 

Quanto a mim, tive a alegria de ter sido convidada para ser a secretária geral, alguns meses antes da peregrinação de 2001, depois de ter sido coordenadora de comunidade, região, e de zona... Cada semana, o TGV (3)me traz de Lyon para Paris. Eu deixo meu marido e meu filho de 19 anos por três dias. Em Paris, eu tenho a alegria de encontrar minha filha de 25 anos, que é parisiense. Céline e eu somos da mesma comunidade, a mesma também de Marie-Hélène.

Mesmo em três, nós não poderíamos administrar tudo.

 

Jean-Claude Teynié, ex-coordenador da província France Entre Deux Mers, é nosso novo contador voluntário. E olha que não é pouco trabalho!

 

Joyce Irish (de Midsomer) garante a tradução dos documentos em inglês, e Valeria Ibarra (de Madrid), em espanhol. Enfim, para os encontros internacionais, nos cercamos de uma equipe de intérpretes, todos voluntários também. Entre os mais fiéis estão Joëlle Kielwasser e o Padre Xavier Nys (assistente espiritual da Bélgica) para o francês, Lindsey Poole e Nicola Farley para o inglês, Joanna Pakulska Iwonna Glowacka e Aska Regnar para o polonês... Um grande obrigado para todos!

 

Agora que vocês conhecem melhor nossa missão, nós a confiamos às orações de vocês.

 

Corinne Chatain

Secretária geral

 

(1 ) Associação que luta contra a pobreza, inclusive fornecendo refeições gratuitas.

(2) Office Chrétien des Personnes Handicapées, ou seja, Escritório Cristão das Pessoas com Deficiência, associação fundada por Marie-Hélène Mathieu, que edita a revista Ombres & Lumière, na qual se espelhava a saudosa revista brasileiira “A barca”, e que funciona no mesmo prédio do Secretariado Internacional.

(3) trem expresso francês

 

 



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 16h41
[   ] [ ]




Informativo 006 - 25 de março de 2010

NOTÍCIAS DA PROVÍNCIA

Comunidade São Judas Tadeu – Belford Roxo

 

É com muita alegria que iremos festejar os 15 anos do Movimento Fé e Luz da comunidade São Judas Tadeu, Belford Roxo, RJ. Nossa missa será no dia 11 de abril, ás 9h, e após a missa haverá um delicioso almoço. Nossa comunidade convida a todos os amigos. (contribuição da Clarinda)

 

Natal em Governador Valadares

A confraternização de Natal com todas as comunidades de Govern. Valadares aconteceu no dia 13 de dezembro de 2009 na Paróquia N.Sra Aparecida na Ilha dos Araújos. Alessandra e Graça nos enviaram fotos, mostrando momentos do presépio vivo, missa e a festa.

 

Passeio à Paquetá – NS da Glória - Rio

No dia 21 de janeiro a comunidade N. Sra da Glória fez um passeiro á famosa Ilha de Paquetá: "Saímos de manhã, nas barcas das 10h. Lá fizemos um pic-nic na beira da praia José Bonifácio. Estava muito quente e com isso tomamos um banho de mar. Foi um dia de graça e de partilha e união". Contribuição: Doralice, foto Gilda.

 

Dia de diversão em Belo Horizonte

 

“No último dia 30 de janeiro, as comunidades do Fé e Luz de Belo Horizonte, Caminhos do Amor, Santa Lúcia e Amor e Fé se reuniram para um dia de diversão. O evento ocorreu no Sítio da Lourisa e do Francisco, coordenadores da Comunidade Santa Lúcia (e ela vice-coordenadora provincial), localizado em Ribeirão das Neves, vizinha à capital mineira.

Como sempre, as pessoas com deficiência curtiram bastante. Houve uma bela confraternização no sítio e nada melhor do que respiar o ar puro do campo. Para completar o dia de diversão o pessoal do Fé e luz foi tomar banho de piscina num sítio vizinho, e todos, sem exceção, adoraram este momento que foi muito bom. Além disso, o banho de piscina serviu para refrescar o calorão que tem feito em BH nos últimos dias. Foi um dia muito agradável para todos que foram nesse dia." Contribuição do Léo - Amor e Fé

 

 

A Colônia de Férias em Cordeirópolis

 

 

     Há 15 anos, o Fé e Luz de Cordeirópolis e de Santa Cruz das Palmeiras vem realizando uma Colônia de Férias, na Chácara do Abacateiro em Cordeirópolis, no Estado de São Paulo. A Colônia é frequentada, na sua maioria, por paulistas do interior mas, às vezes, vão pessoas do Fé e Luz de fora de São Paulo. Eu, Maria Paula Strauch, da Comunidade da Divina Providência do Rio, há 9 anos, freqüento a colônia. Este ano, também foram Teresa e Tânia de Aracaju, da Província Renascer. Foram também Adriana e Ivan dos Sagrados Corações do Rio. Nos dois anos anteriores, estiveram na Colônia a Marcela com seus dois filhos.

Que fazemos? Atividades variadas: piscina, gincana, músicas, danças e bingo. Este ano recebemos um grupo de cadeirantes. Nossa permanência na Colônia é de 5 dias, de domingo a quinta feira. A convivência com o grupo é inesquecível. Por isso mesmo, aumenta a cada ano o número de pessoas. Este ano, apesar da chuva, foram 135.

Todo ano é apresentada uma novidade. A deste ano, foi um baile em que também participaram os cadeirantes. Finalmente Vanessa, de Cruzeiro, apresentou um número de dança. Como sempre, graças a Deus, tudo terminou, com muita alegria.  

Contribuição: texto de Maria Paula.  Foto: Adriana, Rio

 

 Carnaval e Festa da Luz na Divina, Rio

Como ocorre todos os anos, a comunidade Fé e Luz da Divina Providência comemorou sua festa carnavalesca. Desta vez no dia 6 de fevereiro. Estiveram conosco os amigos da comunidade do Divino Amor (Irajá, Rio), graças ao empenho de seu coordenador Ronaldo Moutinho, Doralice, coordenadora da NS Glória e vice-coordenadora provincial e 4 companheiros do grupo de jovem.

A festa teve início com uma performance apresentada por um dos amigos do grupo jovem, e dela participaram várias pessoas presentes, inclusive amigos especiais. Esta atividade despertou nosso interesse em repeti-la em outras reuniões.

A seguir, começou o esperado Baile de Carnaval. Foram distribuídos brindes: Arcos enfeitados, máscaras, colares de havaiana, gravatinhas de lantejoulas, serpentina. Ao som das músicas de carnaval, mesmo os mais tímidos juntaram-se ao cordão, pula-pula. Durante a festa, foram consumidos salgados e refrigerantes, levados pelo grupo.

A festa iniciada, por volta das 15hs, foi até às 18hs. Neste momento, Márcia reuniu os presentes grupo e fez a leitura de um trecho comovente adaptado do texto de Jean Vanier sobre o dia 2 de fevereiro – Festa da Luz, Festa da Fé, Festa de Fé e Luz. Neste texto diz: “que as pessoas mais frágeis desejam uma só coisa: viver uma relação de amor e confiança. Elas revelam o valor da ternura e do amor”.

Em seguida, o grupo assistiu à Missa das 18hs como fazemos ao final de todas as reuniões. Ao final da missa, Márcia leu, por inteiro, para todos os presentes na igreja, o texto adaptado de Jean Vanier, referente aos deficientes e seus responsáveis, num apelo à aceitação, cada vez maior, por parte da sociedade dos amigos especiais. Importante que os Jovens do grupo de adolescentes estavam presentes. Desejamos que tenham sido tocados pela mensagem. O empenho de aceitação deve começar pelos jovens.

Nossa festa de carnaval foi marcada pela alegria, solidariedade, amor, compreensão. Graças a Deus. Contribuição de Lourdes e Maria Paula

Festa da Luz – Governador Valadares

“Com a presença de todas as comunidades de Governador Valadares, celebramos no sábado, dia 6 de fevereiro, a festa da Luz na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Bairro Vila Isa. Todas as comunidades estavam presentes, A festa foi linda, com direito a cama-elástica, algodão doce, iogurte, salgados, etc...  todos nos fartamos com tanta guloseima. Todos nós assistimos no telão ao vídeo do Fé e Luz. Foi uma maneira de divulgarmos o movimento, pois havia lá várias pessoas interessadas em conhecê-lo, dentre elas um radialista aqui da cidade que está querendo fazer parte do movimento, além de padres também”. Contribuição: texto: Sabrina, foto: Marcone

Comunidade Grupo Esperança

 

No dia  14 de março estava programado o famoso Café  Beneficente.

*   *   *   *   *

Na Casa do Pai

É com profundo pesar que comunicamos os falecimentos, no mês de janeiro, da D. Madalena (26), mãe de José Francisco, e D. Gabi (27), mãe do Afonso. José Francisco foi um dos fundadores do Fé e Luz do Rio de Janeiro e Afonso foi membro  das comunidades da Divina Providência e depois  da N. Sra da Glória, também no Rio. D. Gabi era oblata e preparava jovens para vida na Igreja. Do seu grupo, vieram para o Fé e Luz o José Carlos, Bebel e o Virgílio, este atualmente em São Paulo, além do Afonso.  Embora suas condições físicas não permitissem sua participação nos encontros, Fé e Luz esteve sempre presente em seus corações e orações. Nossas orações e nosso consolo aos nossos amigos José Francisco e Afonso.



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 14h32
[   ] [ ]




Informativo 006 - 25 de março de 2010

Mensageiros da alegria - Brasil e Província

 

Fé e Luz completará, na Páscoa de 2011, o 40º aniversário de sua fundação. Desejamos comemorá-lo lindamente, como a ocasião merece.

O tema central que guiará todas as comunidades de Fé e Luz no mundo, durante as comemorações em 2011 e 2012, será “Mensageiros da Alegria”. Esta alegria que temos vivenciado por esses anos todos no interior de nossas comunidades não pertence apenas aos seus membros, e deve ser compartilhada com a sociedade em geral.

Por isto, as províncias Renascer, Campo Belo e Ponte da Amizade, que juntas representam as comunidades do Brasil, Argentina e Paraguai estão se colocando a caminho de uma peregrinação que será realizada na Semana Santa de 2011 (dias 21 a 24 de abril), na cidade de Aparecida, Estado de São Paulo. Juntos e alegres, daremos graças pelo dom do Fé e Luz, pelas graças recebidas e por tudo  que ainda estaremos chamados a viver.

Também nós da Província Campo Belo, com o mesmo espírito, iremos em peregrinação ao Santuário Divino Pai Eterno, na cidade de Trindade, Estado de Goiás. Mas isto será em 2012, de 7 a 9 de setembro.

Marie-Hélène Mathieu nos diz: “Uma peregrinação nos perturba, nos purifica. Temos que deixar nossa casa, nosso lar, nosso trabalho, nossos pequenos hábitos, nossos chinelos... para encontrarmos a essência da felicidade, o Evangelho das Bem-Aventuranças. Em uma peregrinação de Fé e Luz, partimos juntos para um local onde Jesus nos espera. Ele nos convida pessoalmente: “Se você quiser, venha...” com os mais frágeis dos seus irmãos e irmãs, que anseiam sempre por sair. Eles são “os nossos guias e nós seguimos seus passos”.

Desde já, alegremente, preparemo-nos para essa caminhada, espiritual, comunitária e financeiramente. 

*  *  *  *  *

 

Feliz Festa da Luz para vocês todos !

Ghislain du Chené


  

 

 

 

     Dois de fevereiro é a data que foi escolhida para celebrar a Luz em nossas comunidades. É o dia da Apresentação de Jesus ao Templo de Jerusalém, o dia em que José e Maria vêm alegres trazer Jesus ao templo.

 

 

Eu sugiro que, nesta ocasião, nós rezemos um trecho de um poema de Santa Teresinha que relata este episódio do Evangelho de Lucas:

 

  

Amo-te misturada com as outras mulheres

caminhando em direção ao templo sagrado.

Amo-te ao apresentares o Salvador de nossas almas

ao Velho Homem abençoado que O aperta em seus braços

Primeiro sorrio ao ouvir seu cântico

mas seu tom logo me faz derramar algumas lágrimas.

Mergulhando no futuro um  olhar profético

Simeão apresenta-te uma espada de dores.

 

Ó Rainha dos Mártires, até o crepúsculo da vida,

esta espada dolorosa te atravessará o coração.”

 

É verdade, os pais estão cientes daquela espada que transpassou seus corações, mas em Fé e Luz, o mistério da alegria e amizade abranda muitas lágrimas!

 


Feliz festa da luz em suas comunidades!

Ghislain du Chéné é o coordenador internacional. Este texto foi publicado no site do Fé e Luz Internacional.

*  *  *  *  *

 

Nova Comunidade em Formação: na Paróquia de Sant´Ana no Bairro Altinópolis, Governador Valadares, primeiro encontro foi em 20 de fevereiro.

 

*  *  *  *  *

Para colaborar com o conteúdo do Boletim – Campo Belo – envie-nos uma descrição resumida sobre as festas, encontros, atividades, fotos... Diga-nos o que está se passando em suas comunidades

*  *  *  *  *

 

«Dois presentes para a Festa da Luz!»

Nesta época da festa da apresentação de Jesus no Templo, duas ótimas notícias vieram iluminar a monotonia do inverno parisiense...

Domingo, numa paróquia de Cotonou, aconteceu uma grande reunião para começar uma comunidade. Ouçamos a Irmã Antoinette: “Ontem, 30 de janeiro, como previsto, nós celebramos o nascimento de nossa comunidade chamada “Nossa Senhora das pessoas com deficiência”, na paróquia São João Batista, no centro da cidade de Cotonou. Nós éramos cerca de 200 pessoas, sendo perto de 70 com deficiência, participando da Eucaristia presidida pelo pároco, que aceitou ser nosso Assistente Espiritual de Fé e Luz. O acontecimento era, ao mesmo tempo, feliz e emocionante. Algumas pessoas dançavam de alegria, ao som de tambor e dos cantos, outras eram seguras pelos braços de seus pais. Duas mães, cheias de emoção, choravam e me agradeciam por ter programado aquele momento. Duas pessoas profundamente deficientes, que quase nunca saiam de suas camas, participaram da festa. Apesar das dificuldades, foi para mim uma grande alegria ter servido em alguma coisa para meus irmãos e irmãs colocados à prova em seus corpos e almas. Eu rezo a Deus para me ajudar e ajudar também as famílias, no esforço e na perseverança. Que Nossa Senhora das pessoas com deficiência interceda por nós”

     No dia 02 de fevereiro, uma mensagem, chegada após o envio de documentos em dezembro passado, conta o que se passa em Dapaong, no extremo norte do Togo: “Eu sou o Padre Joan Soler, que trabalho como missionário em Dapaong, Togo. Eu vos agradeço muito por todo o material que me enviou sobre Fé e Luz, um movimento que conheci na Espanha, em Girona, participando, com os grupos da nossa diocese, de um encontro internacional em Lourdes, numa noite de Páscoa que não esquecerei jamais, e com o testemunho de Jean Vanier, que nos tocou muito. Estou começando a conhecer melhor todas as pessoas com uma deficiência mental da nova paróquia que estamos criando, e graças a Deus, no ano que vem, nós vamos começar um grupo com a inspiração de Fé e Luz. Se tudo der certo, depois lhes pediremos para pertencer ao movimento. Mas devemos ir devagar, porque, como vocês dizem em francês: pouco a pouco, o pássaro faz seu ninho. E eu encontrei aqui muitos passarinhos, todos estes pequenos “especiais”, com os quais nós começaremos uma pequena família”.

Estes passarinhos me lembram, nesta Festa da Luz, os dois pombinhos levados por Jesus e Maria. Eles darão, com certeza, muitos frutos!

         Eu me alegro de ver comunidades começando assim na África, continente muito, muito bonito, como vocês sabem! Viva a África!

 

Publicado em 03/02/2010 por Ghislain du Chéné, coordenador internacional, em seu blog http://fli-afoi.blogspot.com/. Tradução de Marcela Rego.

 

*  *   *   *   *

 



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 12h12
[   ] [ ]




Informativo 005  continuação 2  - 15 de dezembro  de 2009

 

Formatura do Léo

 

O Léo, que escreve uma coluna em nosso Boletim, completou o curso de Jornalismo na PUC Minas. A sua formatura será nos dias 16 e 17 de dezembro, em BH.

 

Ele nos enviou o convite com os seguintes dizeres:  “Bom, nestes quatro anos de faculdade muitas coisas se passaram. Conheci pessoas que ficarão para o resto da vida, mas não vou citar nomes para não cometer injustiças. Muitas batalhas foram vencidas e me deram forças para não desistir nunca de meus sonhos. Muitas pessoas me ajudaram nisto: meus pais, Francisco e Lourisa, meu irmão, Alexandre, meus amigos, distantes e próximos, e minha família, claro. Sem estas pessoas eu não teria chegado aonde cheguei. Por isto, estou agradecendo a força que vocês me deram na vida e peço a Deus que continuem me dando forças sempre.

Leonardo de Camargos Martins  (Léo)                                

Parabéns, Léo, por vencer esta etapa. Sabemos bem que foram necessários motivação e esforço enormes. Que Deus o abençoe e o guarde para sempre. Parabéns, Lourisa e Francisco, pelo muito de amor e apoio ao desenvolvimento pleno do Léo.

 

 

 

 

Concurso Internacional

 

 O Fé e Luz Internacional está organizando um concurso para encontrar a música e letra de uma canção tema para as celebrações do nosso 40º aniversário. Deverá ser uma música que reflita a espiritualidade e a alegria que caracterizam o Fé e Luz, com o tema “Mensageiros da Alegria”. Deverá também ser simples e fácil de ser cantada por todos, com letras que possam ser traduzidas para todos os idiomas. Contudo, a versão para o concurso deve ser num dos idiomas oficiais do Fé e Luz, ou seja, francês, inglês ou espanhol. A data limite para a submissão das canções ao Secretariado Internacional é 15 de Janeiro de 2010. Se alguém estiver interessado, pode solicitar os detalhes das regras do concurso

 

Gente nova

Na madrugada do dia 23 de novembro, em Governador Valadares, nasceu Raul, o segundo filho de Sabrina,  vice-coordenadora da Província. O parto foi normal e ambos passam bem. Que Raul seja amoroso e feliz, e que Deus abençoe está linda família!

 

 

 

 

 

 

Na Casa do Pai

 

 

Nosso querido Nelsinho, da Comunidade da Divina Providência, RJ, foi morar  com Jesus, no dia 22 de novembro.   Ainda temos vivo em nossas memórias e em nossos corações sua dança, seu canto afinadíssimo, sua inquietude, seu apetite, ou seja, a sua alegria de celebração. Agradecemos a Deus pela alegria de termos tido a convivência com Nelsinho.

Confraternização de Final de Ano

As comunidades de Juiz de Fora reuniram-se no dia 21 de novembro na Igreja NS de Fátima. Foi muito animado e com um delicioso almoço partilhado. Márcia (coordenadora da Província), Deise, Ricardo e Maria Paula do Rio de Janeiro estiveram presentes.

 

Você sabia que...

As responsabilidades da equipe de coordenação  -  parte 1

- Assegurar-se de que a comunidade é fiel à sua vocação, estabelecendo prioridades para o seu crescimento.

- Sensibilizar os membros da comunidade quanto a realidade da grande família Fé e Luz para além das fronteiras da comunidade.

- Refletir sobre a Carta e a Constituição.

- Criar um clima de paz e de unidade favorável ao desenvolvimento de cada pessoa, encorajando cada uma a revelar seus dons e ajudando cada uma a crescer, dando-lhe um lugar no seio da comunidade... (Caderno do responsável - O exercício da Liderança no Fé e Luz)



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 18h08
[   ] [ ]




Informativo 005  continuação 1  - 15 de dezembro  de 2009

MENSAGEIROS DA ALEGRIA

“O que vimos e ouvimos nós vos anunciamos” (1 Jo 1:3)

O que se pode ver e ouvir no Fé e Luz é a alegria: a alegria da celebração! A alegria do encontro! A alegria da amizade! A alegria de ajudarmos uns aos outros! A alegria...! Vivenciamos tudo isso em nossos encontros de comunidade, em nossas comemorações e peregrinações e, em nosso dia a dia.

Foi a alegria da Páscoa que trouxe à vida esta grandiosa família que é o Fé e Luz. E é justamente isso que estamos celebrando: 40 anos de vida, 40 anos de alegria vivenciados por todos os membros e, especialmente, pelos pequeninos de Deus, os mais fracos, os mais necessitados, os mais vulneráveis (Lc 10, 21).

A fonte desta alegria é o próprio Jesus, quando Ele nos convida: “Vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e eu vos aliviarei.” (Mt 11, 28). Ao participar de uma comunidade  Fé e Luz, trazemos nossos problemas, nossos sofrimentos, nossas lágrimas; ao compartilharmos esses pesados fardos, ao criarmos laços de amizade, todos juntos podemos celebrar, cantar, dançar e encontrar o descanso, a paz, a alegria de Jesus. Esta alegria é paradoxal: é realmente difícil imaginar a alegria, onde existe deficiência e sofrimento, alegria essa que nasce da fraternidade com pessoas com deficiência.

Hoje, queremos anunciar nossa alegria ao mundo. É um verdadeiro desafio, porque muitas pessoas vivem na solidão, na tristeza e na dor e estão em situações que podem levar à depressão, à ansiedade e à falta de esperança.

Nós, do Fé e Luz, pessoas com deficiência intelectual, pais e amigos, estamos aqui, no meio deste mundo, e nossa experiência nos ajuda a compreender esta palavra de São Tiago: “Considerai, meus irmãos, ser motivo de grande alegria quando passais por diversas provações” (Tg 1,2)

Estamos aqui para transformar o luto numa dança, as roupas de luto em trajes de festa:  (Sl 29,12)

Estamos aqui para proclamar: “Alegrai-vos e regozijai-vos no Senhor. Exultai todos vós, retos de coração.” (Sl 31,11)

Estamos aqui para testemunharmos a alegria da amizade entre povos de culturas diferentes, de comunidades eclesiásticas e de denominações religiosas diferentes, assim como de idiomas diferentes.

Estamos aqui para testemunharmos a alegria que vive dentro de nós, a alegria que vem do Espírito Santo1, a alegria trazida por Jesus2 e que ninguém nos pode tirar3.

Seguindo os mensageiros da alegria, que são Isaías4, João Batista5, a Virgem Maria (Lc 1, 41-44) e São Paulo6, continuemos a espalhar a alegria por todo o mundo.

Feliz aniversário! “Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe glória, porque se aproximam as núpcias do Cordeiro. Sua Esposa está preparada.” (Ap 19, 7).

Padre Isaac Martinez

Conselheiro Espiritual Internacional

1.        Gl 5:22

2.       Mt 2:10; Lc 2:10; 13:17; 19:6; 19:37; Jo 15:11

3.       Jo 16:22

4.       Is 12:6; 26:19; 49:13; 52:9; 54:1

5.       Lc 1:14

6.        Rm 12:12; 2 Cor 13:11; Fl 4:4

 

 



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 17h59
[   ] [ ]




Informativo 005   - 15 de dezembro  de 2009

« A caminho »

              Ghislain du Chéné

Mesmo antes de nascer em Belém, Jesus já tinha percorrido uma longa estrada!

Logo após o anúncio do anjo Gabriel, “Maria com toda pressa pôs-se a caminho” (Lc 1, 39) para ir visitar sua prima Isabel. A acolhida que João Batista reservou para Jesus foi extraordinária. Ele saltou no seio de sua mãe!

Depois que o anjo do Senhor lhe apareceu em sonho, José foi até Maria para trazê-la para morar com ele (Mt 1, 24). Eu adoro imaginar esta mudança cheia de alegria e emoção. 

José e Maria tomam a estrada para irem até a Judéia, na cidade de Davi chamada Belém (Lc 2, 4).

Durante o tempo que passam em Belém, são os outros que se põem a caminho. Primeiramente, os pastores e depois os reis magos, para irem adorar Jesus e cantar, com os anjos, as glórias de Deus.

Após Belém, José toma novamente a estrada, com Maria e Jesus. Desta vez, não para voltar para Nazaré, mas para fugir para o Egito e conhecer a vida dura dos campos de refugiados.

 

Na terra do Egito, me parece, ó Maria

Que na pobreza teu coração fica feliz,

Porque Jesus é a mesma bela Pátria,

Que importa o exílio se tens os Céus?...”

                  Santa Teresinha do Menino Jesus

 

Em dezembro de 1997, encontrei um jovem amigo numa comunidade de Ruanda. Era a época em que muitos ruandeses voltavam dos campos de refugiados da República Democrática do Congo, para onde tinham fugido após o genocídio de 1994. O Assistente Espiritual da comunidade o apresentou a mim, dizendo: “Ele volta da grande tribulação. Lavou as suas vestes e as alvejou no sangue do Cordeiro.”(Ap 7, 14). Compreendi que ele fazia parte da imensa multidão que podia ficar de pé na frente de Jesus.

Nós não vivemos todos, graças a Deus, tribulações tão pesadas, mas somos todos convidados a nos pôr a caminho para ir adorar Jesus na manjedoura. José com Maria e Jesus, os pastores e os reis magos se colocaram a caminho depois de terem prestado atenção aos sinais (palavras do anjo, aparição de uma estrela). Então, estejamos também nós atentos aos chamados que recebemos.

Nós começamos o ano com Moisés e somos um povo que caminha. Em cada comunidade, temos uma bengala que nos ajuda nesta estrada, que vai se prolongar até 2011 e 2012 por grandes peregrinações em cada província! Nós seremos os “mensageiros da alegria”. Vamos fazer brilhar o entusiasmo e convidar para que venham descobrir a fonte!

A preparação durará um certo tempo.  Seremos muito mais numerosos nesta do que nas peregrinações passadas.  Será necessário preparar nossos corações para esta caminhada...

... seguindo bem as indicações do Roteiro de Encontros

... refletindo em cada comunidade sobre qual nossa identidade e nossa missão, e nos preparando para celebrar a fonte de alegria vivida em nossas comunidades

... convidando novas pessoas para fazerem esta caminhada conosco: jovens amigos, pais etc

... estimulando a criação de novas comunidades, em particular daquelas com pais de crianças pequenas

... purificando nosso desejo de sairmos juntos em peregrinação, interiorizando e aprofundando este chamado de celebrar Fé e Luz em 2011 e 2012.

Assim, para esta primeira caminhada que nos levará ao Presépio para adorar o Verbo que se fez Carne, coloquemo-os dentro do espírito das celebrações comemorativas de 2011 e 2012. Deste jeito, poderemos realmente, com um coração puro, iluminar o mundo como fazem as estrelas do universo.

Bem-aventurados aqueles de coração puro, porque verão a Deus” (Mt 5,8)

 Se olhardes para ele, brilhareis; não sofrerão vergonha as vossas faces.” (Sl 33, 6)

Feliz Natal para todos vocês, em suas comunidades e suas províncias!

 

Ghalislain du Chéné é o coordenador internacional do Movimento Fé e Luz. Este texto foi publicado em seu blog, http://fli-afoi.blogspot.com. Tradução: Marcela.

*   *   *   *   *

 



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 17h57
[   ] [ ]




 

Informativo 004  continuação 2 - 1 de novembro de 2009

Província Ponte da Amizade

Encontro de Jovens

 

Christiane, coordenadora do Grupo Esperança (Juiz de Fora), acompanhada de sua tia Irene, participaram do encontro de jovens organizado pela Província Ponte de Amizade, em Araras, SP, em outubro/2009. Vejamos as impressões de Christiane: “No encontro, pude aprender um pouco mais sobre o que é Fé e Luz e seus dons. Ao refletir sobre o que atrai o jovem para o Fé e Luz, pude perceber que o brilho dos olhos da pessoa com deficiência me convida a ficar perto dela. Também aprofundamos sobre como se relacionar com a pessoa que é diferente de mim. Em Fé e Luz, é fundamental ter paciência com o outro, manter a serenidade diante das tribulações, o amor com as pessoas, a amizade, a  partilha e a confiança: tudo isso nos faz caminhar juntos. Gostei muito do tempo da festa que foi um baile...”

*   *   *   *   *

Notícias da Província

 

Comunidade de Santo Afonso

Com muita animação, a Comunidade de Santo Afonso, da cidade do Rio de Janeiro, celebrou os seus 29 anos de vida comunitária, no dia 22 de setembro. Iniciaram agradecendo a Deus com a participação na Missa das 9h, e depois fizeram uma festinha de confraternização com depoimentos. Destacamos as palavras de Gabriel e Márcio que expressaram a importância da comunidade em suas vidas. Ao final, Pe Marques nos deu palavras de ânimo para continuidade da comunidade.

Café  Beneficente

No dia 20 de setembro, o Grupo Esperança fez um Café Beneficente com a participação de toda a comunidade: pessoas com deficiência, seus pais e amigos. O evento, que já é tradição, foi um sucesso, graças ao apoio da paróquia e às doações recebidas de amigos e dos membros da comunidade. Mais uma vez,  o Grupo Esperança recebeu elogios dos participantes.

Festividades em Governador Valadares

As comunidades de Fé e Luz de Governador Valadares realizaram dois eventos festivos no mês de outubro: no dia 12 em Paca e no dia 18 na Comunidade de São Pedro, a famosa Festa das Crianças. As duas festas foram animadíssimas, com a extraordinária participação dos membros de todas as comunidades. Na Festa das Crianças, Dom Werner Siebenbrock, Bispo de Governador Valadares, esteve presente, apoiando o Movimento com a sua presença.

  Festival de Pizzas

A comunidade São Judas de Tadeu, de Belford Roxo, RJ, fará no dia 07 de novembro, sábado, a partir das 17 horas, o Festival de Pizzas, um evento para arrecadar fundo. Com o convite individual no valor de R$ 10,00,  a pessoa poderá consumir quantos pedaços quiser de pizza salgada e doce, de diversos sabores. Também vai haver muita brincadeira.

Aniversário da Comunidade NS da Glória

A Comunidade Nossa Senhora da Glória, do Largo do Machado, Rio de Janeiro, convida para as atividades de seu 13o. aniversário, no dia 14/11/2009, às 15h, com Missa e depois com a famosa confraternização no salão de festa.

*   *   *   *   *

Você sabia que...

A equipe de coordenação é responsável pela vida da comunidade. Ela se reúne entre os encontros mensais da comunidade, a fim de estabelecer as prioridades, preparar e avaliar os encontros, bem como outras atividades da comunidade decididas pelos membros. Ela mantém o espírito e partilha as responsabilidades. Sua força repousa sobre a sua unidade. É composta por 4 a 8 pessoas, sendo pelo menos um pai (ou mãe), um amigo, um conselheiro espiritual e, se possível, uma pessoa com deficiência mental. Os membros desta equipe são escolhidos pela sua sabedoria e discrição. A equipe de coordenação é renovada regularmente. (§10 e §11 da Constituição do Fé e Luz)

 



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 17h42
[   ] [ ]




Informativo 004  continuação 1 - 1 de novembro de 2009

Entrevista com Frei Éderson

        

      

   Durante o Retiro da Província nos dias 5 a 7 de Setembro, o Boletim Campo Belo realizou uma entrevista especial com o assistente espiritual da Província e animador do Retiro, Frei Éderson. O Frei falou sobre seu inicio no Fé e Luz, os desafios em se fazer um retiro e suas expectativas para o futuro do Movimento.

 

Boletim Campo Belo: O Senhor tem quanto tempo de sacerdócio?

Frei Éderson: Eu tenho 22 anos de sacerdócio. Fui ordenado em 19 de julho de 1987, em Patrocínio, cidade do Alto Paranaíba, onde nasci.

 

BCB: Como conheceu o Fé e Luz?

FE: Eu descobri o Fé e Luz quando morava em Governador Valadares no ano de 1995. Naquele ano, houve a Campanha da Fraternidade dos excluídos e me encontrei com Dom Emanuel (bispo de Guanhães-MG, na época Padre) na paróquia da Ilha em Governador Valadares. Pedi a ele, já que a Campanha da Fraternidade falava dos excluídos, que ele fosse com a comunidade do Fé e Luz da Paróquia dele visitar a minha paróquia, celebrar uma missa e depois, mostrar para as pessoas o que era Fé e Luz. Padre Emanuel foi e concelebramos a missa. Muitos irmãozinhos do Fé e Luz da Ilha foram também,  e depois fizemos um encontro festivo. O Fé e Luz nasceu aquele dia lá na Paróquia Santa Rita (Governador Valadares). E desde então, Fé e Luz entrou em meu coração, nunca mais deixei de ser Fé e Luz.  São 14 anos vivendo dentro do Fé e Luz. Eu sou muito feliz exercendo meu ministério de padre no Fé e Luz. Depois fui para Belo Horizonte e lá também conheci as comunidades Fé e Luz, fui também para a peregrinação mundial em Lourdes, em 2001. Foram momentos marcantes dentro de minha vivência no Fé e Luz.

 

BCB: De onde veio a idéia de fazer o retiro?

FE: Essa idéia de se fazer o retiro nasceu quando nós percebemos a necessidade de ensinar às comunidades do Fé e Luz a rezar, escutar a palavra de Deus, deixar nosso coração transbordar a alegria de Deus. Programamos esse retiro para a Província Campo Belo junto com a coordenação da Província.

 

BCB: Já havia feito algum retiro antes para Fé e Luz?

FE: Já tinha feito pequenos retiros, de meio dia, de um dia inteiro, mas de três dias (como foi o retiro de setembro) é o primeiro que realizei.

 

BCB: Você acha que os outros padres da igreja estão preparados para acolher comunidades Fé e Luz?

FE: Eu acho que sim, acho que tem muitos padres que tem o coração grande, coração bonito, que receberiam o Fé e Luz com alegria, talvez esteja faltando da nossa parte (do Fé e Luz) pensar como levar o Fé e Luz para o coração dos padres. Mas acredito que tem muitos padres que teriam o desejo de conhecer, de viver, de amar o que Fé e Luz é.

 

BCB: Qual a sua expectativa para o futuro do Fé e Luz?

FE: Minha expectativa é que o Fé e Luz possa crescer, possa ajudar as pessoas a se encontrarem, que o Fé e Luz possa ser um lugar de cura. Há muitas pessoas que, às vezes, tem um coração ferido por uma enfermidade, por causa de um filho. Enfim, desejo que o Fé e Luz seja um lugar de cura do coração.

 

BCB: Você gostaria de deixar alguma palavra para quem não pôde comparecer ao retiro?

FE: A palavra que quero deixar para quem não veio (ao retiro) é uma palavra de apreço, de carinho, no desejo de que em outros retiros, aqueles que não vieram possam vir. A experiência que estamos fazendo aqui nestes dias, é uma experiência muito bonita, de muita acolhida, de muita fraternidade, de muita alegria e nós estamos descobrindo como a palavra de Deus é bonita e como ela toca o nosso coração.

Por Leonardo Martins

*  *   *   *   *

Na Casa do Pai

 

    Na manhã do dia 8 de setembro, um dia após o término do Retiro, fomos surpreendidos pela triste notícia do falecimento do Derly (Comunidade Amor e Fé de Belo Horizonte), em razão de um ataque cardíaco.

    Não é possível falar do Derly em Fé e Luz sem falar de sua maravilhosa família: a esposa Emília, as filhas Gabriela, Isabela, Rafaela, Daniela e Marcela, os genros Diego e Hugo, e a netinha Manuela. Todos comprometidos com o Movimento. Derly era um marido e pai extremamente amoroso. Queremos expressar todo o nosso carinho e nossas orações pela família. 

    Derly também tinha um amor muito especial pelo Fé e Luz. Trazia viva a comunidade Amor e Fé, que coordenava junto com Emília. Na Assembléia da Província, toda a família esteve a serviço da organização local, inclusive pela acolhida e transporte dos delegados entre a rodoviária e a casa de retiro. Para ajudar nas finanças da Província, Derly mandou confeccionar camisetas do Fé e Luz com o nome da Província, que ficaram prontas após o seu falecimento. Ainda mais, mesmo não podendo comparecer ao Retiro, Derly foi com Emília, na madrugada do sábado, na rodoviária de Belo Horizonte, dar as boas vindas aos participantes que vieram de outras cidades. 

 
Sua morte prematura, aos nossos olhos e avaliação, nos deixa tristes. Porém, a nossa fé em Cristo vivo e Ressuscitado nos convida a enxergar e a viver para além da morte. Se há um consolo para tentar atenuar o impacto da sua morte, quem sabe seja a intensidade com o qual ele viveu todas as coisas, com força, ternura e  disposição de quem tem pressa de chegar à meta final. Que Deus o receba em sua casa e seja a sua recompensa! Que ele interceda por todos nós!

 

 *  *  *  *  *

Caderno de Finanças

 

   O Conselho de Administração do Fé e Luz Internacional adotou as novas instruções sobre a gestão das finanças em Fé e Luz na comunidade, província e internacional, descritas no documento «Regras gerais para a gestão financeira em Fé e Luz ». A tradução para o português está em fase final e logo será feita a distribuição às comunidades. O documento descreve o espírito e a forma como devem ser realizados a captação de recursos, os gastos e prestação de contas, para levar o funcionamento das comunidades bem como a província e internacional.

É bom lembrar que, na última assembléia, o assunto finanças foi levantado e foram tomadas as seguintes deliberações: as comunidades deveriam contribuir para a Província em 2009: cotização dos membros da comunidade + um evento anúncio e partilha por comunidade ou grupos de comunidades (se for necessário pedir ajuda a outras comunidades ou província)

(i)     Cotização dos membros: por ano, o valor de meio dia de trabalho

(ii)    Exemplos de evento anúncio e partilha: almoço, rifa, bingo, bazar, cofrinho, festa, bingo, envelope...

 

Algumas comunidades já enviaram a sua contribuição. E a estas, a Província agradece.

 

 



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 17h41
[   ] [ ]




Informativo 004 - 1 de novembro de 2009

Jean  Vanier

«Somos um povo de alegria»

 

 

«Fé e Luz não nasceu por acaso em Lourdes, que é um lugar de compaixão. As comunidades de Fé e Luz estão sempre confrontadas ao sofrimento, ao sofrimento dos pais e ao sofrimento das pessoas com deficiência. Como permanecer de pé diante do sofrimento? Isto exige competência, vida espiritual e presença. Olhando a pessoa, para além da sua aparência, nós somos, nós mesmos, transformados. É este o mistério da cruz e da ressurreição, é o mistério que se encontra no coração do Fé e Luz.

O coração do Evangelho é ser curado pelos pobres e não de lhes fazer coisas boas para eles. Jesus não veio salvar um grupo, ou um povo. Veio salvar a cada pessoa.  A pessoa é mais importante que o grupo. É no Espírito Santo que ela deve buscar a sua segurança.

A vocação de Fé e Luz é a de revelar ao mundo o dom da pessoa com deficiência e a fazer descobrir, à pessoa com deficiência, qual é a sua missão.

A missão da comunidade é revelar o amor ao mundo, é também a cura, o crescimento em direção da maturidade, a celebração.

Pela celebração da Eucaristia, o lava-pés, nós somos chamados a nos tornar um, a celebrar as pessoas com deficiência, a testemunhar ao mundo o nosso amor, nós somos um povo de alegria.»

 

(Palavras pronunciadas durante a Assembléia Internacional de Fé e Luz em Lourdes, em outubro de 2008. Tradução: Dora Gasperini).

* * * * *

Coluna do Léo

 

Retiro Frei Éderson emociona

 Fé e Luz

Por Leonardo Martins

 

        Nos dias 5, 6 e 7 de setembro, a Província Campo Belo realizou na Casa de Retiro Crescer, em Contagem-MG, o Retiro de Espiritualidade do Fé e Luz, animado pelo seu orientador espiritual, Frei Éderson. Foram três dias de muita oração, alegria e emoção. O boletim traz para vocês os detalhes.

         O número de presentes esteve dentro do esperado, por volta de 45 pessoas, entre especiais, mães e amigos, com presença das comunidades de Governador Valadares, Belo Horizonte, Itabirito, Valença, Belford Roxo e Rio de Janeiro, assim como da cidade de São Paulo.

         O Retiro teve como tema a Carta de Espiritualidade do Fé e Luz e a vocação do movimento. Os participantes ouviram palestras lecionadas pelo animador do Retiro e participaram das dinâmicas desenvolvidas pela coordenação da Província. Frei Éderson destacou durante todo o Retiro, que para Deus nós somos belos, amados e sem defeito (Ct 4,7). No sábado, dia 5, foi desenvolvido o tema “Fé e Luz é um movimento de encontro”. Nesta palestra, o Frei destacou a importância do “encontro” dentro do movimento, bem como do “encontro interior” que precisamos ter para vivenciar Fé e Luz. A palestra foi ilustrada com a passagem bíblica da Samaritana.

         No domingo de manhã, o estudo da Carta de Espiritualidade continuou com a segunda vocação do movimento: “O Fé e Luz é um movimento de oração”. Frei Éderson, nesta explanação, destacou que o Fé e Luz é um movimento que tem em sua essência a oração. O momento foi uma preparação para a adoração ao Santíssimo Sacramento, que aconteceu no fim da manhã.

         A tarde do domingo foi reservada para o estudo da 3ª vocação do Fé e Luz: “O Fé e Luz é um movimento de Festa”. Nesta palestra, Frei Éderson destacou a importância de se celebrar os encontros com os portadores de deficiências mentais, que encontram no Fé e Luz a oportunidade de se expressar livremente. A palestra foi ilustrada com a passagem bíblica da Bodas de Caná. Na noite de domingo, houve um momento festivo, em que os participantes do retiro se confraternizaram e participaram de brincadeiras.

         Na segunda-feira, o retiro se encerrou com o estudo da quarta vocação do movimento: “O Fé e Luz é um movimento de Inclusão”. Frei Éderson destacou que a inclusão é uma das essências do Fé e Luz, por se tratar de um movimento que lida com as pessoas especiais.

         Além dos estudos da carta de espiritualidade, foram realizados momentos de oração, em que os participantes leram a Palavra de Deus e meditaram em grupos ou duplas sobre as palavras. Foi um retiro que emocionou muita gente.

 

Participantes contam como foi o Retiro

 

         Neste retiro, como dito anteriormente, as pessoas se emocionaram e tiraram muitas lições das palavras do animador do Retiro. Uma dessas  foi a amiga especial Silane Rodrigues, da Comunidade São Pedro, em Governador Valadares. Ela se emocionou muito com as palavras de Frei Éderson: “eu achei (o Retiro) maravilhoso, aprendi muito”, diz.

         Já Adélia Maria, conhecida também como Delinha, de Itabirito, destaca a união e as novas amizades que surgiram dentro do retiro. “Conheci pessoas maravilhosas, fiz novos amigos, troquei experiências com membros de outras comunidades”, destacou.

         A mãe Gilda, do Rio de Janeiro, elogia Frei Éderson por suas palavras sábias. “Elogio a sensibilidade e sabedoria do Frei Éderson na condução do Encontro. Foi uma lição de vida para mim”, fala a carioca.  

 *  *   *   *   *

 



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 17h34
[   ] [ ]




Informativo 003 continuação

Eleições de Coordenadores de Comunidades

 

As comunidades N. Sra Aparecida (Gov. Valadares),  Santa Rita (Gov. Valadares) e Belford Roxo (RJ) tiveram eleições para coordenadores de comunidade, com as escolhas, respectivamente, de Maria Dias, Marcos (reeleição) e Clarinda.

Agradecemos aos eleitos a concordância em servir as suas comunidades durante este período, e pedimos ao Espírito Santo que lhes dê serenidade, aceitação, coragem e sabedoria. Agradecemos também de todo coração a Kasnevita e Ângela pelo carinho e trabalho amoroso  dedicados ao serviço de coordenação.

 

*   *   *   *   *

Encontro dos Coordenadores das Três Províncias

As coordenadoras das três províncias  estiveram  em São Paulo, nos dias 22 e 23 de agosto. No sábado, estiveram reunidos com a Associação Fé e Luz para dar andamento ao novo estatuto da Associação. A Dora também esteve presente. Logo estaremos divulgando a ata da reunião para os coordenadores de comunidades e a minuta do estatuto para a equipe de acompanhamento.

No domingo, as coordenadoras refletiram e organizaram algumas atividades em comum. Adiantando, começamos a nos organizar uma Peregrinação a Aparecida do Norte com as 3 Províncias durante a Semana Santa de 2011, em comemoração aos 40 anos de Fé e Luz. 

 

*   *   *   *   *

Província Ponte da Amizade

Encontro de Jovens e Blog

 

Os jovens amigos da Província Ponte de Amizade estão organizando um encontro de Jovens, em Araras, interior de SP no final de semana de 10 a 12 de outubro, e convidam os jovens da Província Campo a se juntar a eles. O tema do encontro será “Ser amigo em Fé e Luz”. A inscrição é até 20 de setembro. Jovens, organizem-se. Entrem em contacto com Márcia (Rio) para pegar a ficha de inscrição e para mais detalhes do encontro. feeluzcampobelo@bol.com.br

 

A Província Ponte da Amizade está implementando um Blog.

 

*   *   *   *   *

Na Casa do Pai

Na semana passada, nossa amiga Aureliza Bezerra foi morar definitivamente com Jesus ao lado de Alexandre e de tantos outros amigos nossos. Aureliza, da Comunidade dos Sagrados Corações, Rio, começou no Fé e Luz, desde o inicio Movimento, em 1977. Levada pelo Alexandre, seu afilhado e filho do coração, sempre foi ativa no Movimento, mesmo após o falecimento dele. Sua alegria contagiante, seu amor por nossos amigos com deficiência e sua fidelidade ao Fé e Luz eram sua marca. Sempre foi uma pessoa presente, não media esforços, mesmo com a idade avançada e com dificuldade de locomoção. Somos gratos a Deus pela sua vida. Ela nos ensinou muito.

*   *   *   *   *

Você sabia que...

 

Uma comunidade Fé e Luz é composta por pessoas com deficiência mental, cercadas pelos membros de sua família e por amigos (em número mais ou menos igual) que se encontram pelo menos uma vez por mês. Pode-se criar uma comunidade a partir de um grupo de cerca de 10 pessoas, que assim o desejem, e que aderem à Carta e à Constituição. Acima de 50 membros torna-se necessário dar vida à uma segunda comunidade.

Uma vez por ano, todos os membros da comunidade se reúnem para reafirmar o seu engajamento na comunidade para o ano que está por vir. Eles também avaliam as atividades do ano que findou, estabelecem as prioridades e decidem que atividades serão organizadas ao longo do próximo ano. A comunidade delega a uma equipe de coordenação a tarefa de planejar e organizar essas atividades.   (§9 e §10 da Constituição do Fé e Luz)

*   *   *   *   *



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 18h40
[   ] [ ]




Informativo 003

Entrevista de  Marie-Hélène Mathieu à Revista Ombres et Lumière, ed. número 170, de julho-agosto 2009, publicada por OCH (Office Chrétien des Personnes Handicapées).

 

 

 

 

Marie-Hélène, na passagem de seu 80º aniversário, o que gostaria de nos dizer?

 

 O.L.: Qual é a passagem do Evangelho que a ajuda nos bons e nos maus momentos?

M.H.: “Eu te bendigo, ó Pai, porque escondeste estas coisas aos sábios e eruditos e as revelaste aos pequeninos!” (Lc 10,21)

 

O.L.: Quem mais a marcou em sua vida?

M.H.: Meus pais. Eles me deram a vida e ternura incondicionalmente. Eles me transmitiram sua fé, o desejo da verdade, do belo, do bem. Ressalto também meus três irmãos e duas irmãs, presentes sem preço.

 

O.L.: Um testemunho de Deus que te influenciou?

M.H.: Marthe Robin, privada de tudo, de seus olhos, de seus membros... Mas, alimentada pela Eucaristia, capaz de escutar 50 pessoas durante o dia e lembrar-se deles para sempre em seu coração.

 

O.L.: O que você espera de um(a) amigo(a)?

M.H.: Uma empatia. Uma comunhão. Uma confiança mútua. Uma visão comum.

 

O.L.: O seu livro preferido: aos quinze anos, aos 40, e hoje?

M.H.: Aos quinze anos: A arca na tempestade, de Elizabeth Goudge. Aos quarenta anos: Crer no amor, do Padre Claude d’Elbée. Hoje: a Bíblia, e principalmente os Evangelhos.

 

O.L.: Há 20 anos, como você imaginava sua vida?

M.H.: Eu tive a felicidade de entrar para a Escola de Educadores Especializados. Isto não me impedia de sonhar em casar e ter uma família numerosa. Mas depois, outros chamados guiaram meu caminho. Magnificat!

 

O.L.: Hoje, o que você deseja?

M.H.: Eu sonho em ter uma mesa de trabalho sempre bem arrumada e tudo em ordem em volta dela. Eu sonho com uma comunidade Fé e Luz em cada paróquia do mundo. E desejo deixar que Jesus tome todo o espaço em minha vida.

 

O.L.: O que renova suas forças?

M.H.: Caminhar no campo, cantar, olhar as crianças jogar no parquinho vizinho, reencontrar minha comunidade Fé e Luz, orar...

 

O.L.: Qual a hora do dia que a encanta?

M.H.: A aurora. Ela revela a esperança de cada dia que começa, a madrugada da Páscoa. Nos períodos escuros, ela me evoca a visao de Jean Giraudoux no fim de Electra: “Quando o dia se levanta como hoje e que tudo foi desperdiçado, que tudo foi saqueado e que perdemos tudo. Quando a cidade pega fogo, quando os inocentes se matam entre eles... oh, pobre, como isto se chama? Isto tem um lindo nome. Isto se chama aurora.”

 

O.L.: A lembrança de uma pessoa com deficiência que a reconfortou?

M.H.: Eu me preparava para visitar Fé e Luz na Índia e na Austrália e confiava minha viagem à oração de minha comunidade. Meu entusiasmo aparente escondia minha angústia. Verônica a percebeu: “Marie-Hélène, você não precisa ter medo. A sua viagem, eu lhe ofereço. Eu lhe ofereço a Santa Virgem. Eu lhe ofereço os anjos, eu lhe ofereço tudo.”

 

O.L.: Um gesto ou uma palavra de um Papa que a ajudou em sua missão?

M.H.: Em outubro de 1975, Paulo VI, visivelmente emociado, acolheu Fé e Luz na Basílica de São Pedro. Durante um rápido encontro pessoal com ele, eu não esquecerei suas palavras, pois na época, o movimento, na França, era muito contestado e até atacado: “Fé e Luz tem uma grande missão no mundo. Você deve fazer brilhar sua mensagem por todo lugar que você possa.”

 

O.L.: Você visitou uns quarenta países. Uma lembrança que marcou sua vida?

M.H.: Nas Filipinas, as portas de uma prisão de segurança máxima se abrem todo mês para uma das comunidades Fé e Luz: o pai de uma criança deficiente cumpre ali um pena bastante longa. O pátio central é vigiado por soldados armados até os dentes. Daqui a pouco, irá se cantar e dançar sob as metralhadoras, partilhar bolos e sucos de frutas. Não há mais nem prisioneiros, nem deficientes.

 

O.L.: O que gostaria de dizer aos pais de uma pessoa com deficiência?

M.H.: Obrigada Camille, Henri e Jacqueline, Friquette... que foram os primeiros que, superando suas dores, aceitaram fazer parte da equipe de redação de Ombres et Lumière. A vocês e a tantos outros sem os quais OCH e Fé e Luz nunca poderiam ter nascido e brilhado.

Obrigada por me terem ensinado o que é a paciência ao longo dos dias, a coragem, o amor indestrutível...

 

O.L.: Os seus sentimentos às vésperas dos 80 anos?

M.H.: O encantamento: eu tenho diante de meus olhos a obra do Senhor. Com cinco pães e dois peixes, Ele alimentou uma imensa multidão.

O remorso diante daqueles a quem posso ter magoado. Remorso de tudo o que não fiz.

A confiança em todos e todas que tomaram o bastão com vontade, coragem, competência. Confiança também nesta última etapa de minha existência, fazendo minhas as palavras do título do pequeno livro do Padre Henri Bissonier a seus irmãos e irmãs da terceira e quarta idade: “A Vida está diante de mim”.

 

Uma rápida biografia

 

- Nascida em 04/07/1929, em Tournus (Saône-et-Loire, França)

- Educadora especializada, funda em 1963, apoiada pelo Padre Henri Bissonier, o Office chrétien des personnes handicapées (OCH), cuja tradução livre seria Escritório cristão de pessoas deficientes

- Em 1968, cria a revista Ombres et Lumières (Sombras e Luz), que ela dirige até 2000.

- Em 1971, funda Fé e Luz, com Jean Vanier.

- Em 1984, nomeada pelo Papa João Paulo II membro do Conselho Pontifical para os leigos.

- Em 1988, é a primeira mulher a dar uma Conferência da Quaresma na Catedral Notre-Dame de Paris.

- Em 2001, nomeada expert pela Santa Sé no Conselho da Europa.

- Em 2005, nomeada pelo Papa Bento XVI consultora no Sínodo dos Bispos sobre a Eucaristia.

Obras:

- Mais vale acender uma lâmpada do que maldizer a escuridão (publicada no Brasil pelas Paulinas)

- Deus me ama como sou

- A luz de um encontro – Quando a pessoa deficiente nos chama

 

Tradução: Marcela

Agradecemos a Revista Ombres et Lumière



Escrito por Fé e Luz - Campo Belo às 18h18
[   ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  Fé e Luz Brasil
  Fé e Luz Internacional
  Blog Fé e Luz Ponte da Amizade
  Blog do Fé e Luz pelo Mundo (Ghislain) em francês
  Blog Fé e Luz 40 anos
  BOL - E-mail grátis
  UOL - O melhor conteúdo
Votação
  Dê uma nota para meu blog